Após prisão de Pezão, presidente eleito defende Operação Lava Jato

presidente eleito Jair Bolsonaro defendeu a Operação Lava Jato e disse que estar contra é ir contra o Brasil. O presidente Michel Temer chamou o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, para conhecer detalhes da operação da PF.

A prisão do governador do Rio de Janeiro em pleno Palácio das Laranjeiras é mais um susto entre os políticos que já se achavam livres da investigação que sacudiu o país. Luiz Fernando Pezão é do MDB, mesmo partido de Temer.

Deputados e senadores tentam mais do que um indulto. Tentam aprovar um projeto relaxando as penas para os condenados por crimes do colarinho branco.

Não falta vontade política entre os deputados, mas falta votos para encarar a opinião pública, e o presidente do Senado, Eunício Oliveira, garantiu que, se for aprovado na Câmara, o projeto não passa no Senado.

O STF formou maioria para manter o indulto de Temer e, se repetido este ano, vai soltar pelo menos 21 condenados pela Lava Jato. Bolsonaro, por sua vez, garantiu que não assinará indulto durante seu Governo.

Fonte: Jovem Pan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *